Use o QECR para saber o seu nível em outros idiomas


14.11.2017

Use o QECR para saber o seu nível em outros idiomas

Precisa pensar em cada palavra para falar outra língua? Fala com facilidade? Só sabe algumas frases? Descubra com clareza qual o seu nível de conhecimento pelo QECR


Em nosso cotidiano, é cada vez mais frequente nos depararmos com situações onde precisamos estudar inglês. Um desses casos, por exemplo, ocorre quando vemos vagas para intercâmbios ou bolsas de estudo em universidades estrangeiras e como requisito será necessário ter determinado nível de proficiência em inglês. Este instante nos leva a pensar: “já fiz um curso; se eu pensar um pouco consigo falar o necessário?”.
 
Para ajudar você, sugerimos o Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (Common European Framework of Reference for Languages – CEFR). Ele é simplesmente o padrão internacional para descrever a proficiência em um idioma, aceito e utilizado por várias das maiores instituições e empresas do mundo.

Serve para identificar e descrever quão bem você fala e entende uma língua estrangeira, dividindo os conhecimentos em três categorias (Básico, Intermediário e Avançado), cada uma delas com duas subdivisões. Quando comparadas, elas podem apresentar diferença sutis, mas são importantes para situá-lo em uma ou outra faixa.
 
Confira cada uma delas abaixo:
 
A1 – Inicial
Esse é o nível mais básico. O estudante que conclui o nível A1 é capaz de entender e utilizar expressões familiares do cotidiano e frases básicas relacionadas a necessidades concretas. Também pode se apresentar e responder a perguntas sobre detalhes de sua vida pessoal (onde vive, quantos anos tem ou coisas que possui). Além disso, já interage de maneira simples com nativos, desde que estes falem de maneira clara e pausada.

A2 – Básico
Nesse nível, é possível formar frases e expressões relacionadas a temas familiares para o falante, como informações pessoais e familiares básicas, compras, localização e trabalho. Ele consegue, ainda, descrever de maneira superficial aspectos gerais do seu cotidiano e ambiente.


B1 – Intermediário
O falante já é capaz de falar sobre os tópicos gerais referentes a assuntos cotidianos, como trabalho, escola e lazer. Pode produzir textos simples sobre áreas familiares e de interesse. Também descreve experiências, eventos, sonhos, desejos e ambições. Além disso, pode opinar de maneira limitada sobre planos e discussões.

B2 – Intermediário-avançado
Entende ideias principais de textos complexos, interage com falantes nativos com um grau suficiente de fluência e naturalidade e, ainda, é capaz de produzir textos claros e detalhados sobre temas diversos, defendendo seu ponto de vista sobre temas gerais.

C1 – Avançado
Aqui, o estudante compreende textos extensos de diversos gêneros, reconhecendo sentidos e ideias implícitas. Expressa-se de forma fluente e espontânea, sem muito esforço para encontrar a palavra ou expressão adequada. Consegue usar o idioma de maneira efetiva, seja para fins sociais, acadêmicos ou profissionais (por exemplo, assistir a filmes sem legenda). Pode, ainda, produzir textos sobre temas complexos, com clareza, coesão, coerência, bem como articulação adequada.


C2 – Fluente
Conforme o nome indica, é aquele que compreende com facilidade praticamente tudo que ouve e lê. Sabe apresentar informações e argumentos em língua falada ou escrita, de maneira coerente, precisa e espontânea. Também identifica os diferentes significados da mesma mensagem, inclusive em situações de maior complexidade.



Conseguiu encontrar em que categoria e subdivisão você está? Caso ainda tenha ficado com dúvida é possível entrar em contato conosco para conhecer as nossas opções de exames internacionais, como o Bulats, por exemplo.

Cambridge English e o Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas

Aqui no Lace Language Center nós ofertamos a preparação e a aplicação das qualificações de Cambridge English, testes de proficiência em inglês, que abrangem diferentes níveis, diversas faixas etárias e estão alinhados ao Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (CEFR).

Vale a pena mencionar que o padrão de referência que tratamos neste texto foi elaborado pela ALTE (Associação de instituições examinadoras de idiomas da Europa), da qual o Cambridge English Language Assessment é um dos membros fundadores. Aproveite para conhecer os nossos exames, mas antes, dê uma olhada na escala de testes dentro do CEFR:
 





VER MAIS